[Resenha] Simon vs Agenda Homo Sapiens


 Título original: Simon vs. Homo Sapiens Agenda
Autora: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca

            Aos 16 anos, Simon é um adolescente como qualquer outro, com uma família bem estruturada, amigos e bem seguro sobre a sua sexualidade. Mas, embora ele tenha total certeza de que é gay, Simon escolheu não sofrer com o processo de “sair do armário”, pelo menos por enquanto. Por isso, ele decide aproveitar sua vida da melhor forma, com a família e seus queridos amigos de infância: Leah e Nick.

            Porém, o que absolutamente ninguém sabe é que Simon esta vivendo o seu primeiro amor. Após conhecer um garoto pela internet, o misteriosos Blue, pelo Tumblr de fofocas da escola, eles estabelecem uma relação de confiança em um nível que permite a troca de confidências sinceras entre os dois, mas sem que suas reais identidades precisem ser realmente conhecidas.


            A única coisa sobre a personalidade de Blue, que Simon (e nós, leitores também) sebe é que ele também é gay. Durante o enredo da história, vamos conhecendo pouco a pouco detalhes da vida dos dois jovens, como os livros favoritos, gostos musicais e até mesmo como eles se sentem em relação ao que as outras pessoas, especialmente como suas respectivas famílias agem sobre esse processo de assumir a própria sexualidade, diferente do “padrão”. Como se pudesse existir em padrão para o amor!

            Tudo ia bem na vida de Simon, até que um de seus colegas da aula de teatro descobre os e-mails secretos que ele troca com Blue. E como se não bastasse invadir a privacidade dos outros, o garoto faz uma cópia e passa a chantagear Simon para manipular a Abby (uma das suas melhores amigas) a sair com o Martin. Ele ameaça descaradamente usar os e-mails que roubou para forçar Simon a manipular a garota. Mas, o que realmente preocupa o garoto é a possível exposição indesejada do Blue, já que caso isso aconteça será quase impossível não prevê o afastamento do misterioso e charmoso correspondente.


            O livro aborda temas bem atuais e presentes em todas as famílias da atualidade: a descoberta da sexualidade, o relacionamento entre pais e filhos, irmãos e principalmente o relacionamento de amigos de longa data. Isso, sem mencionar o ambiente escolar e as atitudes baixas do chantagista. A narrativa da Becky Albertalli é bem contagiante, além de todo o suspense para o leitor descobrir quem é o tal garoto misterioso que troca juras de amor com o Simon.

            Esse ano, chegou aos cinemas “Com amor, Simon”, a adaptação  do livro para as telonas e assim como a maioria das adaptações, muitas coisa ficou diferente do livro, mas mesmo assim, pode ser considerado uma das melhores adaptações literárias para o cinema em longa data.

      Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 



Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário