[Resenha] Eleanor & Park


 Título Original: Eleanor & Park
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século


                Eleanor é uma adolescente bem fora da curva. Descendente de irlandeses, ruiva, grande  e usando roupas masculinas é claro que ela seria o alvo mais fácil para os idiotas da escola praticarem bullying. Mas, o que aflige a garota é a família: mal estruturada, com o pai quase que 100% ausente e um padrasto que a cerca de um ano a expulsou de casa, ela se vê obrigada a viver em um ambiente de violência doméstica física e mental extremos.

                Park é mestiço desentende de coreana e pai americano. O garoto é um daqueles colegas de escola que muitas vezes passam despercebidos pela grande maioria. Conhecido apenas por ter namorado a Tina, a menina mais popular da escola quando era mais novo, ele não sofre com o bullying que seus “amigos” praticam com os “diferentes” da escola, mas também não pode ser considerado um dos mais populares.

                Os dois se conhecem no primeiro dia de aula, quando Eleanor entre no ônibus escolar para recomeçar seus estudos em uma nova escola. Park e seus colegas se conhecem desde o jardim de infância e por isso todos já possuem até lugares marcados no ônibus escolar, mas o pior problema não é esse. Como a “ruivona” novata não tem lugar, Park acaba cedendo metade do seu banco do ônibus para ela. Essa atitude tão besta foi a pior coisa que ele poderia ter feito, já que agora a garota acha que pode se apropriar do lugar para ir e voltar da escola.

                Para se distrair durante o trajeto de ida e volta, Park sempre escuta música ou ler quadrinhos, o que desperta a curiosidade de Eleanor. Assim, ela passa a ler as histórias meio que de lado e por cima do ombro de Park. Não demora muito até que o garoto perceba o interesse dela e comece a deixar no lugar em que ela senta ao seu lado, revistas e fitas K7 (a história se passa nos anos 1980, em Nebrasca) com suas músicas favoritas Logo essa relação vira uma espécie de companheirismo, que em pouco tempo se transforma em namoro.

                Por causa do padrasto violento, Eleanor se vê obrigada a viver se esgueirando pelos cantos da casa e depois que ela passa a se relacionar com Park, o garoto resolve acolhe-la em sua casa. No começo, a família dele não entende a relação dos dois, mas com o tempo eles passam a trata-la  como membro da família e todo o carinho e cuidado se estende a ela também.

                Apesar de toda fofura da relação dos dois, o enredo não me empolgou muito, já que a história em si demora um pouco para engrenar. Muitas das cenas acontecem no ônibus escolar e a relação dos dois começa de uma maneira nada tradicional.. Os temas abordados são bastante atuais e mexem até hoje com a população, pois violência doméstica, preconceito e bullying sempre causam indignação.


                O roteiro da história foi um pouco lento, especialmente durante as primeiras cenas, em que os personagens ainda estavam começando a desenvolver sua relação. Mas, isso pode ser atribuído ao fato da autora, Rainbow Rowell querer mostrar o quanto é difícil para dois adolescentes se abrirem para o mundo após passarem tantos momentos difíceis com a família. As referências a cultura pop dos anos 1980 são ótimas e através delas, nós podemos ter mais noção de como era a moda e o comportamento dos jovens daquela época. 

       Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário