[Resenha] Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática

 
 Título original: Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática
Autora: Thalita Rebouças
Editora: Arqueiro


            Teanira, ou melhor, Tetê tem 15 anos e alguns complexos da adolescência: se acha feia e gorda. Além disso, o fato de ser a melhor aluna da escola não colabora em nada com sua imagem, já que seus colegas ou a excluem por ser nerd ou então usam de sua boa fé e carência para tirar proveito e ainda inventar mentiras sobre ela. Para piorar o verdadeiro inferno astral interior em que ela vive, agora a garota teve que se mudar de mala e cuia para a casa dos avós em Copacabana, pois o pai perdeu o emprego e quase todo o dinheiro que tinha na poupança apostando em corridas de cavalo e com isso uma crise no casamento com a mãe da Tetê foi instalada, o quê pode levar a separação do casal.


            Com todas essas mudanças em sua vida, os problemas que a garota tinha de enfrentar pioraram ainda mais, já que todas as referências da vida da Tetê foram perdidas, especialmente em relação ao pai. A única válvula de escape que a menina encontrou foi cozinhar e é claro comer todas as delícias que inventa na cozinha, o que deixa ela e toda família bastante felizes.


            Mas, toda mudança tem seu lado ruim  e seu lado bom. No caso da Tetê ela terá a oportunidade de recomeçar sua relação com outras pessoas da sua idade, pois além da mudança de casa e de bairro, ela agora vai começar o ensino médio em outra escola e as chances de voltar a ser a “Tetê do Cecê” de novo são quase zero, basta apenas que ela se esforce para fazer novas amizades.


            Com a intenção de ajudar, a mãe leva a menina a um psicólogo achando que alguns remédios lhe farão bem. Mas, é lá que Tetê encontra a oportunidade de desabafar sobre seus problemas e principalmente apoio para que a família perceba que ela é apenas uma adolescente normal.


            Finalmente chega o grande dia, o início do ensino médio com novos colegas e em um ambiente totalmente diferente, mas quem disse que a Tetê está calma?  Ela tem medo de que a história se repita e mais uma vez ela seja excluída da turma e não tenha amigos. Ou pior, que os alunos da nova escola descubram sua fama e façam bem pior do que os outros, deixando ela duplamente triste e isolada com o bullying praticado. Poxa, a Tetê é uma pessoa tão legal, extrovertida e de bem com a vida será que ninguém vai perceber isso?! Tá vamos deixar o drama para a garota, que é craque em fazer isso.


            Thalita Rebouças é bastante conhecida entre as crianças, adolescentes e jovens da atualidade por seus livros e suas histórias com personagens bem brasileiros. Em seu primeiro livro publicado pela editora Arqueiro, ela nos apresenta uma personagem que pode ser facilmente reconhecido em nossos amigos e amigas e em nós mesmo, afinal quem nunca passou por uma crise ou aquele momento de insegurança durante a adolescência? Apesar de achar que as mudanças na vida da Tetê aconteceram de maneira bem rápida (durante a leitura, eu tive a sensação de que tudo aconteceu em uma semana), só nos damos conta da passagem de tempo ao chegar no final da narrativa. 


       Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário